Hoje - terça-feira, 21 de outubro de 2014       | Contato  

Visitas neste site
INFORMAÇÕES TURÍSTICAS


DETUR - DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TURISMO
Tel : (096) 241 1925


RIOS
Macapá é banhada pelas águas do rio Amazonas, que nasce no rio Lauricocha, no Peru e percorre mais de 5.000 km até alcançar sua foz, recebendo em toda sua extensão mais de 1.000 afluentes, formando a maior bacia hidrográfica do mundo. É o maior rio do mundo em volume de água e o segundo em comprimento depois do Nilo.
Macapá, que fica localizado em sua foz, à margem esquerda, tem o privilégio de ser a única capital brasileira banhada pelas águas deste imponente atrativo natural. Um tour pelo maior rio do mundo é sempre uma aventura inesquecível, apresentando logo á sua frente a maravilhosa vista do canal norte e suas numerosas ilhas, formando em seu fluxo perene praias fluviais, além de poder conferir como vive o amazônico típico, em suas palafitas sobre as àguas.

LAGOAS
A mais importante é a lagoa dos Índios que localiza-se no km 03 da rodovia Duque de Caxias (Macapá/Santana), apresentando um dos mais belos panoramas da cidade, oferecendo aos visitantes uma amostra da vegetação aquática e campos que na maioria do tempo são alagados e verdes, propiciando o aparecimento de garças brancas que fazem um belo contraste. Local ideal e magnifico para fotográfias.

LAGOS
Distante a 74 km de Macapá, o lago Ambé localiza-se na região das pedreiras. É uma região constituída por campos, lagos e igarapés, que juntamente com a fauna e a flora da Amazônia, formam um quadro paisagístico de beleza impar. O lago é bastante visitado pelos aficcionados pela pesca, além de proporcionar banhos refrescantes nas águas frias e um contato direto com a natureza.
Outro destaque é o lago do Curiaú, onde a fauna Amazônica, como garças e outros passáros são vistos tranquilo sobre o imenso relvado que o lago transforma no período de estiagem, onde nuanças verdes contrasta com os búfalos das fazendas próximas.

PRAIAS
No rio Amazonas destaca-se as praias: Fazendinha distante cerca de 13 km de Macapá, onde se pode saborear o camarão regional e práticar esportes naúticos como jet-skis, caiaques e passeio de voadeiras. Outra praia e a do Araxá que localiza-se no perímetro urbano da cidade.

BASE AÉREA DO AMAPÁ
Localizado a 15 Km do Município do Amapá e a 300 quilômetros da capital (Macapá), teve sua construção iniciada no dia 29 de outubro de 1941, por uma equipe de engenheiros, arquitetos, topógrafos e fotógrafos, sob o comando da Marinha Americana Base Aérea. De grande importância para a história contemporânea do Ocidente seu valor é fundamentado na estrategia e no objetivo de prestar apoio às forças aliadas durante a Segunda Guerra Mundial.

O fenômeno da Pororoca
A pororoca pode ser um espetáculo aterrador ou fantástico dependendo de onde você estiver. Em segurança, pode-se presenciar a única ocasião em que o oceano Atlântico vence a resistência do rio. A pororoca pode ser um espetáculo aterrador ou fantástico dependendo de onde você estiver. Em segurança, pode-se presenciar a única ocasião em que o oceano Atlântico vence a resistência do rio. Velocidade: A proximamente 20 Km/h Período de maior intensidade: época das chuvas, nos meses de Janeiro a maio e no mês de Setembro, durante as luas novas e cheias.
Altura das ondas: três a seis metros. Duração da onda: 40 minutos.


Cachoeira de Santo Antônio
Cachoeira de Santo Antonio localiza-se no Município de Laranjal do Jarí, a 270 Km de Macapá, Capital do Estado do Amapá.
Formada por processos vulcânicos ocorridos há milhões de anos atrás, com quedas d`água a despencar de uma altura de trinta metros, a Cachoeira de Santo Antônio é uma das mais belas paisagens naturais do Amapá.

Cabo Orange
Engana-se quem percorrer a costa brasileira de um ponto ao outro - consagrados na frase do Oiapoque ao Chuí - e, no final da jornada, acreditar que nada ficou de fora. Na verdade, acima do Oiapoque, o rio e a cidade, é ali que está o extremo Norte do país, no Amapá, avançando pelo Atlântico: o Cabo Orange.
Uma região que por quase dois séculos a Coroa Portuguesa disputou com os franceses, para afinal vencer a batalha em 1900. Recentemente a pendência foi julgada na Europa, por um conselho suíço, que estabeleceu o rio Oiapoque como fronteira com a Guiana Francesa.
Foram necessárias outras pequenas batalhas, estas pacíficas, para que a natureza quase intocada da área e sua rica biodiversidade justificassem a criação,em 1980, do Parque


Nacional do Cabo Orange. Os 619 mil hectares do Parque só são acessíveis de barco. Podem ser alcançados pela foz do rio Oiapoque, a partir da cidade de mesmo nome, ou ao norte e a leste pelo Oceano Atlântico. Ao sul, o Parque encosta na reserva indígena do Uaçá, que abriga índios aculturados de três nações - Palikur, Galibi e Karipuna.

VILA DO CURIAÚ
Tendo o nome se originado dos termos CRIA (de criar) e MÚ (de gado), convergindo o vocábulo para CRIA-UM e posteriormente a Vila de Cúriaú, situa-se a 08 Km de Macapá e se lança no Amazonas, localização esta de fundamental importância histórica.
É um povoado habitado por remanescente de escravos, que ali, originalmente formaram um quilombo para refugiarem-se dos maus tratos a que eram forçados na época da construção da bicentenária Fortaleza de São José de Macapá.
Nos dias atuais a comunidade negra é preservada por seus descendentes, mantendo os mesmos costumes e tradições de seus antepassados africanos. Destacando-se pela produção da farinha de mandioca e pelas manifestações folclóricas e do batuque.

Estação Rodoviária
Localizada na Zona Norte de Macapá (Bairro São Lázaro), particamente na BR-156, foi inaugurado em novembro de 1999, é onde se cruzam pessoas em trânsito por todos os municípios do Estado.A beleza arquitetônica da Estação, promove a satisfação no ir e vir das pessoas, deixando-as satisfeitas pela qualidade dos serviços
.

Estádio Zerão
O nome zerão é alusivo ao fato de o mesmo ter sido construído no mesmo local onde passa a linha imaginária do equador, ou seja Marco Zero. Foi projetado, de maneira que esta linha dividisse o campo ao meio. inaugurado em 17 de outubro 1990, está no km 2 da rodovia Juscelino Kubischeck. É um dos três únicos estádios no meio do mundo, com uma capacidade aproximada de 10 mil espectadores.

Igreja de São José de Macapá
Inaugurada em 06 de março de 1761 e sua construção é um exemplo do estilo de arquitetura que os jesuítas trouxeram da Europa, ainda no século XVI. Algumas modificações, na estrutura do prédio, foram realizadas após a chegada dos padres do PIME, em 1948.
A localização da igreja está no que seus antigos moradores chamam de "beco do formigueiro", pois, na época em que Macapá era apenas um povoado, lá existia um imenso formigueiro. Joke, o beco do formigueiro, chama-se passagem Barão do rio branco

.


Marco Zero do Equador
O Marco Zero do Equador é um monumento que está localizado aproximadamente a 4 KM da fortaleza de São José de Macapá, no hemisfério norte; cerca de 17 Km do porto de Santana, no hemisfério sul e a 2 Km do centro de Macapá.
Equinócio
Fenômeno em que os raios do sol, no seu movimento aparente, incidem diretamente sobre a linha do Equador. Nesses dias, os dias e as noites têm a mesma duração em todo o planeta. Ocorre em março no dia 20 ou 21, Equinócio da Primavera, que em Macapá coincide com o período das chuvas, e 22 ou 23 de setembro, Equinócio de Outono, que para nós corresponde à estação do verão.

 
Antiga Intendência de Macapá
É uma construção do final do século XIX, mais precisamente de 1895, edificada na administração do intendente Coriolano Jucá, para funcionar a Intendência de Macapá. Pelo seu valor histórico, artístico e arquitetônico, é considerado patrimônio histórico do estado, de grande significado, pois é o único nesse estilo que ainda sobrevive a desafiar o próprio tempo, reavivando na memória do povo amapaense fatos inesquecíveis de nossa história.

 

Praças Barão do Rio branco
Está localizada na Av. Fab, entre as ruas São José, Candido Mendes e Coriolano Jucá.
A praça Barão do Rio branco, recebeu esta denominação em homenagem ao Barão do Rio Branco, grande defensor do Amapá nas questões de fronteira.
Inaugurada em primeiro de dezembro de 1950, é uma praça arborizada e utilizada pelos jovens da cidade, como lazer.


 
Praça de São Sebastião
Situada em frente a igreja de São José, conhecida hoje como Veiga Cabral, foi local de celebração da instalação oficial da vila de São José de Macapá, em 4 de fevereiro de 1758, por Francisco Xavier de Mendonça Furtado.
Nela foi erguido o "pelourinho", monumento que simboliza a franquia municipal, assim como foi celebrada a cerimônia de lançamento da pedra fundamental da igreja de São José.

Pedra do guindaste
Monumento localizado e frente à cidade de Macapá, ao lado do trapiche Eliezer Levy, dentro do rio amazonas. A famosa pedra é conhecida pelas suas lendas que fazem parte da rica cultura cabloca amapaense.

BALNEÁRIO DO ARAXÁ
Localizado na orla do rio Amazonas, banhado pelo mesmo rio, distante do centro de Macapá 02 Km, seu percurso pode ser feito pela orla, tem areias escuras, ótimo local para o lazer e passar o final da tarde. Possui quadras de esportes, restaurantes e uma ampla area para shows.

 
BALNEÁRIO DO ATURIÁ
Localizada à 03 Km do centro de Macapá, vizinho do Araxá, possui uma beleza nativa, banhado pelo rio Amazonas, na maré cheia torna-se excelente para o banho de rio e passeios de jet-ski.


BALNEÁRIO DA FAZENDINHA
Localizado à 16 Km de Macapá, águas do rio Amazonas, oferece aos banhistas uma bela paisagem. É um dos melhores lugares para se conhecer em Macapá, pois possui uma boa estrutura com varios restaurantes, que dispõe os melhores pratos de camarão e peixe
.

Fortaleza de São José de Macapá
A construção da fortaleza foi autorizada no reinado de D. José I (Julho/1750 - fevereiro/1777), que teve como primeiro ministro, o marquês de pombal, um representante do despotismo esclarecido. Pela sua grandiosidade esta fortaleza, configura o particular interesse geo-politico lusitano em garantir o domínio sobre as terras conquistas com base no tratado de madri - janeiro de 1750, entre portugal e espanha, por onde se definiu os limites fronteiriço ao norte da colônia brasileira.

Sambodromo de Macapá
Entregue a população amapaense em fevereiro de 97, foi projetado para ser um centro de cultura e lazer, funcionando durante o período escolar como Núcleo Educacional para formação de artes populares. Sua é de capacidade para 6 mil pessoas nas arquibancadas e camarotes.

Trapiche Elieser Leví
Construído na década de 30 servia de para a atracação das embarcações que chegavam e partiam de Macapá.
Atualmente é todo cconstruído em concreto armado e um padrão estrutural permanente que faz parte de um projeto mais amplo de melhoria urbanística do Estado. A antiga estrutura de madeira do trapiche com 440 metros, foi reduzida a 386 metros e substituída por um padrão novo e permanente.
O novo trapiche, inaugurado em 1999, conta com espaço coberto na entrada, estação de embarque, restaurante, sorveteria, uma pequena praça e um bondinho elétrico para transporte de turistas.

Museu Sacaca
O Museu é aberto à visitação pública. A maior participação vem das instituições educacionais e culturais, como escolas públicas e particulares, voltadas para educação de crianças, jovens e adultos.
Horário de Funcionamento do Museu
Dias: Segunda a Sexta-feira
Horário: 08:30 às 12:00 e 15:00 às 18:00
Dia: Sábado
Horário: 15:00 às 18:00

MUSEU VALDEMIRO DE OLIVEIRA GOMES
Criado pelo governo estadual, o museu abriga vasto acervo distribuido em galerias, sobre as pesquisas e os objetos pessoais do seu fundador Valdemiro de Oliveira Gomes, produtos da flora medicinal da Amazônia, a cultura indígena, composta de armamento, indumentárias e peças, coleção de sementes, produção de mudas, carpoteca (coleção de frutas) e laboratório de fitoterapia, tinturas homeopáticas e vegetais.

MUSEU HISTÓRICO JOAQUIM CAETANO DA SILVA
Construído em 1895 na administração do intendente Coronel Coriolano Jucá. A construção é um vestígio da arquitetura de porte monumental e edificação tipo Palácio utilizada para fins administrativos, apresentando características marcantes do período neoclássico. Após a restauração, o prédio foi adaptado museologicamente para funcionar como Museu Histórico do Amapá, possuindo um acervo composto de peças arqueológicas de cerâmica, peças históricas e indígenas, caracterizando o período da pré-história e história do Amapá.

MUSEU ÂNGELO MOREIRA DA COSTA LIMA
Localizado no km 10 da rodovia Juscelino Kubitscheck, contendo um acervo variado da fauna e flora amapaense com peças em coleções seriadas para estudos e exposição. Desenvolve pesquisas e estudos nas àreas de zoologia, botânica e geologia.

PARQUE ZOOBOTÂNICO
O parque compõe-se de um agradável recanto da natureza amazônica, com amostras de espécimes da fauna e flora regional, tendo, inclusive animais de grande porte em cativeiro e exposição.

COMPLEXO BEIRA RIO
É o mais novo cartão postal da cidade, composto pela Praça Abdallah Houat e diversos quiosques de alimentação a poucos metros do rio Amazonas, oferecendo área de mezanino e passarela a céu aberto, com pista de patins e de cooper, playground infantil e espaço livre para o lazer.

FESTA DE SÃO JOSÉ DE MACAPÁ
Festa em homenagem ao padroeiro da cidade de Macapá. Consta de arraial e parque de diversão. Durante as festividade ocorre a procissão que pela beleza e simplicidade da fé, já se constitui em grande atração. É comemorado na 2ª quinzena de março.

CÍRIO DE NAZARÉ
Festejo em louvor a virgem de Nazaré, com a realização da procissão no 2º Domingo de outubro por diversos bairros da cidade, novenas, missas e o arraial em louvor a santa.

FESTA DE SÃO JOAQUIM
A Festa de São Joaquim é realizada de 09 a 19 de agosto e tem características religiosas e profanas. As ladainhas, a procissão e a folia retratam com profundidade a devoção e a fé que os habitantes do Curiaú tem para com seus santos.

MARABAIXO
É um ritual de origem africana, que se realiza durante as comemorações da Semana Santa, a partir do Domingo de Páscoa, prolongando-se por cerca de 64 dias. A dança e o canto do Marabaixo constituem o lado profano das festividades em homenagem a Santíssima Trindade e ao Divino Espirito Santo. Ao som de caixas(tambores) rusticamente confecçionadas, os participantes, na sua maioria negros e mulatos de idades variadas, dançam ao redor dos tocadores respondendo em coro “o ladrão”, tirado por um cantor ou cantora.

BATUQUE
O Batuque é uma das danças manifestações de dança, mais expressiva do Amapá, tem suas raízes ligadas a cultura africana. Dança-se normalmente em louvor aos santos de predileção das comunidades, o Batuque é dançado ao som de dois tambores chamados “macacos” e de pandeiros. Os batuqueiros tocam os tambores sentado sobre estes que ficam superpostos num tarugo de acajú. Os cantores e tocadores de pandeiro e tocadores ficam junto no centro do salão, enquanto os dançadores fazem rápidas evoluções sobre si e ao redor dos batuqueiros, sempre no sentido inverso aos dos ponteiros do relógio. As mulheres com suas saias abaixo do joelho, rodadas e coloridas, tomam conta do salão quando fazem evoluções. Os gritos e a queda de corpo dos homens também dão ao espetáculo um movimento ímpar de dança típica do folclore do Amapá.

FESTA DE NOSSA SENHORA DA PIEDADE
Manifestação folclórica realizada aproxímadamente há 80 anos, e executada pelos moradores da Comunidade de Igarapé do Lago há 80 km de Macapá em homenagem a sua padroeira Nossa Senhora da Piedade.
Os festejos tem início no dia 24 de junho constando de ladainhas, novenas e festas, e no dia 02 de julho é apresentado o tradicional batuque e uma feira com venda de “produtos” agrícolas locais, encerrando os festejos.

ARTESANATO
O artesanto Macapaense caracteriza-se pela utilização de matérias primas regional tais como o manganês, argila, chifres, castanha do Brasil, cipó, tucurí, taboca, talas, palhas e madeira(entalhe), de onde são produzidos peças ornamentais e utilitárias.

Em Macapá destaca-se a cerâmica revestida em Manganês, trabalho feito em argila que após prontas são revestidas com minério de manganês trazendo em sua íntegra uma arte singular conhecida internacionalmente.
Ainda em cerâmica são difundidos com motivos marajoaras os objetos artesanais tais como: vasos, pratos, máscaras e etc...



Endereço ANASPS - Amapá
Rua Tiradentes, 1335, 1º andar Trem Macapá – AP 68900-120
Telefax: (96) 3222-5988
anasps-ap@anasps.org.br



ANASPS - Estado de Amapá
Copyright © 2001 - Todos os direitos reservados